É no ponto de venda que o consumidor toma a decisão de levar pra casa o seu produto ou o do concorrente. Antes de o consumidor chegar no ponto de venda, tem todo um trabalho de comunicação que deve colocar a sua marca no lugar da primeira escolha dele na categoria.
 

Só que o ser humano é complexo e a neurociência tem mostrado cada vez mais o quanto somos “estranhos”. Por exemplo, pode ser que determinada marca tenha feito um excelente trabalho de comunicação, tenha chamado a sua atenção, despertado o interesse, criado em você o desejo de usufruir daquele produto ou serviço, por uma questão de preço você pode optar, na última hora, pelo produto concorrente. E neste exemplo, a diferença que pode motivar a desistência pode ser para cima ou para baixo, não importa.
 

O preço é apenas um dos fatores que influencia a compra de um produto no PDV. Existem muitos outros, como embalagem, decoração, fragrância, organização, limpeza do local, os materiais com informações sobre o produto, os apelos promocionais como stopper, faixa de gôndola, wobbler. Esses e muitos outros influenciam na escolha da sua marca.
 

É importante refletir sobre tudo que pode influenciar o consumidor no momento de escolher uma marca e como gerenciar estes fatores de influência favoravelmente à sua marca.
 

No ponto de venda, podemos dizer que todo o trabalho que é feito, desde a concepção do produto até ele chegar no ponto de venda, pode ser perdido se não houver, desde o começo uma estratégia consistente para estimular o consumidor a levar o seu produto ao invés do produto concorrente.
 

5 dicas para você melhorar
a performance da sua marca no PDV:
 

1. Embalagem:

menos de 11% dos produtos de um supermercado têm suporte de comunicação fora do estabelecimento. O design de embalagem, muitas vezes, é o único veículo de informação sobre o seu produto. Alinhar a estratégia da empresa, o posicionamento do produto, a categoria, tudo transformado em cores, texturas, papel, gramatura, acabamentos especiais, tipografias para convencer o consumidor que a melhor opção é sem dúvida a sua marca.

2. Cuide bem do “antes”:

ter a melhor embalagem ajuda muito, mas se houver um trabalho de comunicação ao redor do consumidor antes de ele visitar o ponto de venda, as chances de ele levar o seu produto aumentam substancialmente. Comunicação criativa, adequada com o perfil de cliente, com conteúdo, daqueles que o consumidor se envolve, se interessa, vai atrás.

3. Use o site da marca:

um dos canais que podem ser utilizados para fazer parte da comunicação do tópico acima é o site da marca. Ele pode, inclusive, ser a plataforma centralizadora da comunicação do produto. Investir em sites desenvolvidos especificamente para as plataformas móveis também é uma grande vantagem. Hoje, muita gente vai para o ponto de venda e pesquisa na frente do produto para encontrar mais informações sobre ele e então poder decidir pela compra. Disponibilize informações. Não seja cansativo, mas não deixe de vender por falta de informação.

4. Crie uma atmosfera:

existem diversas maneiras de criar uma atmosfera adequada para a compra do seu produto no PDV. O uso de cores, texturas, fragrâncias e decoração no ponto de venda ajudam a criá-la. Sabemos que existem as limitações impostas pelos lojistas, mas mesmo que consiga um pequeno espaço é possível chamar a atenção do consumidor, criar a atmosfera adequada, aumentar as vendas e aí então, conquistar mais espaço no PDV.

5. Conheça o consumidor:

investir em pesquisa é o caminho para conhecer as motivações do consumidor e então desenvolver apelos, atributos e descobrir benefícios para comunicar no momento de decisão de compra. Existem basicamente duas formas de pesquisa: dados primários e secundários. A de dados primários é aquela que busca a informação direto na fonte, ou seja, no próprio consumidor. E a de dados secundários é levantar e organizar dados que já foram coletados em outras pesquisas e estão disponíveis em sites e portais. Quanto mais se conhece sobre o consumidor, mais competência se cria para falar com ele e convencê-lo de que a sua marca é a melhor alternativa.

(Matéria do blog Agência Defoco)